AnimeTopic 007 - Boku no Hero 2ª temporada


  Olá, pessoal! 
  Estou de volta com Boku no Hero e agora falaremos sobre a segunda temporada do mesmo. Para quem não sabe, eu já fiz uma crítica desse anime falando sobre a primeira temporada, então eu vou pular para a parte da crítica em si, já que as informações técnicas e o resumo geral do anime já estão presentes na crítica anterior, certo? Vamos lá!


  Durante a segunda temporada de Boku no Hero nos é mostrado a continuação da invasão dos vilões a U.A. Após a academia ser invadida, temos um momento de tensão no mundo, afinal a U.A é a maior escola de heróis, onde até mesmo o herói número um ensina, e mesmo assim foi alvo da invasão da união dos vilões, o que deixou o mundo sentindo uma certa insegurança. Felizmente, não sofreram grandes danos graças ao All Might, herói número um, que os venceu. Apesar disso, o clima foi amenizado graças ao evento do festival esportivo da U.A, onde os alunos podem demonstrar suas habilidades em uma série de provas que acontecem durante o evento e, diferente das outras escolas, o festival da U.A é transmitido nacionalmente. Basicamente, é um evento pra mostrar suas habilidades aos heróis profissionais que futuramente poderão recrutar esses alunos para um estágio.

  Porém, durante o incidente com os vilões, o poder do All Might diminuiu ainda mais e ele só consegue o manter por 30 minutos. Basicamente, All Might está perdendo sua individualidade aos poucos, desde a primeira temporada ele fala sobre isso com Midoriya, herdeiro de sua individualidade, o One for All. É muito interessante a relação entre esses dois porque, apesar de tudo, Midoriya representa a continuação do All Might, então um grande peso é posto nas costas do menino, já que ele quer se tornar alguém em que as pessoas confiem, assim como o seu herói preferido. O engraçado nessa cena em que o All Might fala com o Midoriya para ele provar seu valor ao mundo é a reação de Todoroki, que percebe que eles são próximos e desafia Midoriya quase que por instinto. 


  Todoroki, assim como Yaoyorozu, foi aceito por indicação na U.A, logo, ele não precisou fazer a prova de admissão. Eu gostei muito de vê-lo durante essa temporada, pois suas habilidades foram mostradas com êxito e podemos notar que o garoto é realmente talentoso e merece estar ali. Para relembrar, ele possui duas individualidades, gelo e fogo, porém só usa a parte de gelo. Já Yaoyorozu tem a individualidade de criação, que não foi muito explorada durante o festival, mas podemos notar que é uma individualidade interessante mesmo no pouco que vemos. 

  Agora focando no torneio, temos a primeira prova que é uma corrida com obstáculos. Para mim, essa foi a melhor prova para mostrar as individualidades de cada personagem, visto que eles não só tinham que ser ofensivos como defensivos também. Tiveram destaque até mesmo a turma de suporte, que aparece bem pouco durante a temporada. No final dessa prova, a vitória estava sendo disputada por Todoroki e Bakugou, mas, por uma reviravolta imensa, Midoriya acaba vencendo a rodada e ficando com o primeiro lugar. Mas a alegria durou pouco, visto que o primeiro lugar dessa prova faria com que ele se tornasse o principal alvo da segunda prova, que é uma disputa de pontos, onde os alunos teriam que formar equipes de três e pegar o máximo de pontos possíveis. Cada aluno tinha uma medalha representando sua pontuação (decidida pela prova anterior) e a de Midoriya, por ter ganhado o primeiro lugar, era a maior e quem conseguisse ficar com ela, nem precisaria juntar os demais pontos e já estaria em primeiro lugar. 


  O trio de Midoriya é complementado por Uraraka e Tokoyami. Basicamente, adotaram a estratégia de fugir e manter sua pontuação, tentando não entrar em conflito. Mas quem disse que seria fácil? O trio de Bakugou e de Todoroki estavam prontos para desafiá-los. Mas não vou dar spoiler do resultado dessa prova, pois é emocionante demais para ser contado aqui, eu acredito que essa temporada tem que ser assistida mesmo, eu jamais conseguiria passar a emoção sentida quando assisti, é incrível. Para mim, é a melhor temporada do anime até então. 

  Pulando para a terceira prova, nós temos agora batalhas um contra um entre os dezesseis finalistas da prova anterior, e o mais surpreendente é novamente Todoroki, dessa vez revelando o porque não usa sua parte de fogo e porque odeia tanto seu pai, Endeavor, herói número dois. Basicamente um turbilhão de emoções é passada em cada batalha, eu fiquei sem palavras sobre essa prova. As batalhas são literalmente fantásticas e o resultado final da prova é chocante. Nessa temporada, você sente a intensidade de todos os personagens, você treme ao sentir a vontade e determinação de cada um querendo vencer as lutas, e você deseja o avanço e se surpreende com personagens nos quais você nem esperava tanto esforço. As batalhas e o(a) vencedor(a) é algo que não vou dar spoiler, não quero estragar essa surpresa. 


  Enquanto ocorria o festival esportivo, o irmão de Iida, Ingenium, que é um herói profissional, foi ferido por Stain, o assassino de heróis. Além disso, Stain acaba se aliando a união dos vilões. Iida, inconformado, acaba fazendo seu estágio em Tóquio, local do ocorrido, para investigar o vilão. Enquanto isso, os outros heróis faziam seus estágios em outros lugares. Midoriya fez com Gran Torino, ex-mestre do All Might. Voltando a Iida, ele acaba encontrando Stain, mas sendo incapaz de ajudar outro herói que também acabou ferido pelo mesmo. Midoriya, que estava por coincidência indo para mesma cidade que Iida foi atacado por um Noumu, depois acaba se encontrando com seu colega. Todoroki acaba se juntando a eles também, pois fez seu estágio em um local próximo. Stain foi derrotado e preso, reconhecendo o valor de Midoriya. 

  Depois de tantas emoções, principalmente a demonstração de laços entre os amigos que foi bastante mostrada, acabam os estágios dos alunos e eles fazem uma prova para enfrentar os professores na U.A. Mais uma vez o trabalho de equipe deles é testado, pois a prova era feita em duplas e adivinhem? Midoriya e Bakugou acabaram juntos, formando uma dupla e lutaram logo contra nosso símbolo da paz, All Might! Foi bastante interessante ver fãs do All Might lutando contra o mesmo. Imagino o peso que teve nessa luta, já que basicamente é entrar em uma luta perdida (ou não?). Felizmente, os nossos alunos conseguiram se entender e vencer graças a personalidade explosiva do nosso Bakugou, que mesmo diante do herói número um se recusou a perder facilmente. Enquanto isso, a união dos vilões estava bastante ocupada também, recrutado um enorme número de vilões. E nisso temos o fim da temporada!

  Basicamente essa temporada posso comparar com fogos de artifício. Ela literalmente decolou aos céus, onde tivemos ação a toda hora sem deixar de perder as histórias dos personagens. Quando os fogos chegam ao céu nós temos uma explosão de cores! E isso para mim é ponto alvo dessa temporada, que é o nosso prestigiado festival esportivo. Ele com certeza seria nossos fogos de artifício, lindo e admirado por todos que o observam. É impossível assistir Boku no Hero e não se emocionar com a proporção que o anime está tomando. 

Postar um comentário

8 Comentários