AnimeTopic 016: Erased (Boku Dake ga Inai Machi)


  Olá jovens!
  AnimeTopic no ar com uma review sobre o anime do ano em 2016!!....
  Bom, será que foi isso tudo mesmo? vamos descobrir!!


Anime: Boku Dake ga Inai Machi (Erased)
Gênero: Seinen, Psicológico, Sobrenatural, Mistério
Situação: Completo (12/12)
Sinopse: Quando uma tragédia está prestes a acontecer, Satoru Fujinuma se vê de volta no tempo por alguns minutos antes do acidente ocorrer. Um falho mangaká de 29 anos, Satoru usa deste poder misterioso, que ele chama de "Revival", para salvar várias vidas. Porém, quando ele é falsamente acusado pelo assassinato de alguém próximo a ele, ele se vê de volta no tempo mais uma vez, porém agora em 1988, 18 anos no passado. Logo, percebe que o assassinato pode estar conectado com o sequestro e morte de uma de suas colegas de turma, a solitária e misteriosa Kayo Hinazuki, ocorrido quando ele era criança. Esta é a sua chance de consertar as coisas.

  Bem, antes de mais nada, deixo bem claro que irei comparar sim este anime à sua obra original, o mangá, pois creio que isso é bem relevante para dar minha opinião sobre o anime. No geral, Erased não foi um anime ruim. Um traço bem feito, em conjunto com uma boa trilha sonora, uma animação sólida (em alguns pontos) e uma premissa cativante, torna este anime, no mínimo, curioso. Mas então, o que acaba estragando o anime? Na minha opinião, a história original. Claro que ele tem diversos pontos positivos, mas quando se chega na trama em si, os pontos negativos começam a ficar mais evidentes.

  Desde o desenvolvimento de alguns personagens de uma forma meio estranha (desenvolvendo personagens que acabaram não sendo tão importantes e praticamente não desenvolvendo outros com maior importância) a buracos na trama e em sua premissa. Porém, de certa forma, por ser uma adaptação, o anime não tinha como fugir muito disso (já que esses mesmos problemas estavam presentes no mangá), ainda que isto não melhore o estado geral do anime (mas fico feliz de me livrar daquele traço horrível do mangá).

  É interessante mencionar que, ainda que os episódios finais tenham tido um toque original, um final um pouco diferente do mangá (o que na maioria das vezes é um sinal ruim), este foi um dos poucos finais originais que ao menos posso chamar de aceitável. Ainda que a finalização tenha sido bem fraca no geral, podendo ser muito melhor em muitos aspectos, ela pelo menos supera em muito a finalização do mangá, algo que gerou em mim (e em muita gente) um ódio eterno pelo autor desta história e foi certamente pelo menos metade do motivo pelo qual Erased me desapontou bastante. É aquela velha história de esperar uma grande porcaria e ver um final não tão ruim assim. Não me entendam mal, estes pontos negativos não tornam este anime ruim ou impossível de assistir, de jeito nenhum. Porém, é graças à eles que ele perde em muito o potencial que ele podia ter, potencial que muitos animes desse gênero conseguem aproveitar muito bem.

  Bem, no geral, Erased acaba sendo um anime interessante para aqueles que não querem prestar tanta atenção aos detalhes e se deixam levar pelo suspense do anime. Ignorando estes pontos, o anime é envolvente, com um clímax de suspense, um gancho para que você acabe voltando para ver como a história vai continuar no capítulo seguinte ao final de cada um dos episódios. Não é uma obra-prima, longe disso, mas é interessante do seu jeito. Agora, se vocês conseguirão aceitar seus erros e se apaixonar (como muitos fizeram), só vendo para saber, pois infelizmente comigo isso não aconteceu.

Postar um comentário

0 Comentários