AnimeTopic 021 - Wotakoi: O amor é difícil não só para otakus!


  Opa, salve caro público! 

  Sou Money, o mais novo integrante do NEET!, e como vou falar sobre animes decidi começar com um dos meus favoritos, Wotaku ni Koi Wa Muzukashii, ou apenas "Wotakoi: o Amor é difícil para otakus", título oficial dado pela Panini, responsável pela publicação oficial do mangá no Brasil desde 2019.

  O anime de Wotakoi adapta os quatro primeiros volumes da obra original de Fujita, que iniciou o projeto em 2014 como um webmanga, sendo postado inicialmente no Pixiv e posteriormente começou a ser publicado pelo Mangá Pool em 2015. O anime tem direção de Yoshimasa Hiraike (Kaleido Star) e foi de responsabilidade do estúdio A-1 Pictures.

  A história começa com Narumi Momose, uma otaku fujoshi que tenta esconder esse seu lado, porém, após ter seu segredo revelado (outra vez), ela acaba terminando mais um namoro e perdendo toda a credibilidade em seu antigo ciclo social. Ela também está começando do zero em um novo emprego, e lá ela se reencontra com seu antigo melhor amigo da época do ginásio, Hirotaka Nifuji, um gamer viciado que diferente de Narumi não se sente envergonhado de ser um otaku. Com esse reencontro, Narumi começa a sair para happy hours pós-trabalho com Hirotaka, afinal ela pode se soltar e ser quem realmente é quando está na companhia dele, e durante essas saídas e conversas nossa querida protagonista fala "Toda garota deveria ter seu Hirotaka", e é então que o gamer faz sua declaração:

"Então por que não fica comigo?..." 

Então, a partir desse ponto, o anime se desenvolve pelo relacionamento da Fujoshi e do Gamer.

  Wotakoi é muito interessante tanto pelo jeito que ele aborda os relacionamentos não só amorosos mas também as amizades entre os personagens quanto pelos próprios personagens, eles são realmente "gente como a gente", tem seus gostos, problemas, discussões e até vergonhas, e o anime expressa isso muito bem através dessas interações entre os personagens.

  Sobre eles, temos Narumi Momose que é uma fujoshi que tem uma vergonha extrema de ser reconhecida por isso publicamente, é animada e muito sociável, ao mesmo tempo que tem uma grande maturidade social ela é estabanada e se distrai facilmente no trabalho; Hirotaka Nifuji é um gamer viciado, diferente de Narumi ele não tem vergonha do que é ou de ser julgado por isso, e ainda diferente de sua parceira amorosa ele é extremamente antissocial, sempre com expressões sérias e de desinteresse, que às vezes não acompanham sua personalidade mais solta e expressiva que ele demonstra em certas ocasiões; Hanako Koyanagi é a cosplayer do grupo e assim como Narumi uma fujoshi de carteirinha, apesar de esconder seus gostos sempre que está com os amigos otakus ela demonstra toda sua paixão, que é uma palavra que define bem Koyanagi, que no trabalho mantém sua postura frígida e responsável, mas na vida particular está sempre mostrando de forma ardente sua paixão pelas coisas que gosta; por fim temos Tarou Kabakura, o namorado de Koyanagi e o otaku mais normal do grupo, muitas vezes acaba tendo atitudes de "paizão", por ser o mais responsável do grupo e também o superior de todos no trabalho.

  A química entre esses personagens é incrível, o jeito que cada um interage com o outro é único, desde os momentos fujoshi da Koyanagi e da Narumi até os momentos românticos entre os casais, algo que o anime constrói e dosa muito bem, e a relação entre os casais são muito boas, como o jeito que o relacionamento entre Narumi e Hirotaka evolui e os dois vão ficando cada vez mais íntimos e até mostrar como a relação energética entre Koyanagi e Kabakura funciona.

  O timing cômico no anime também é algo incrível, eles saem de um momento sério e romântico para um engraçado e leve de forma rápida e natural e que realmente te passa a sensação de ambos os climas na mesma cena, as piadas funcionam muito bem e combinam com os personagens que as fazem, tudo acaba tendo uma ótima e confortável sintonia. Outro ponto a elogiar é como tudo acontece de forma orgânica (claro que há uma conveniência aqui ou ali, mas nada que desmereça esse aspecto orgânico do anime), e as situações que são apresentadas também são algo que o público consegue se identificar, coisas que qualquer um poderia passar na vida real.

  Com personagens carismáticos e um clima confortável e engraçado, Wotakoi é um obra de romance que não pretende só abordar isso, mas também falar sobre o amadurecimento e a vida adulta, mostrando que o amor e a vida não é difícil só para otakus.

  Wotakoi: O amor é difícil para otakus está disponível oficialmente no serviço de streaming Amazon Prime.

Postar um comentário

1 Comentários